Logomarca Internacional

Artigos

Andrés D'Alessandro

Andrés D'Alessandro Sim estou triste, como Colorado vi grandes jogadores honrarem e dignificarem o manto sagrado do Sport Club Internacional. Vi Figueroa, Elias Ricardo Figueroa Brander, em 1977 quando saiu ficou um vazio. A gente olhava a defesa e aquele 3 não estava lá. Vi Falcão, Paulo Roberto Falcão, insuperável, talvez o melhor que tenha vestido nosso manto sagrado, elegância, toque refinado e raça a serviço da Nação Rubra. Saiu em 1980 e ficou um sentimento de vazio no campo e uma enorme certeza, nunca o esqueceremos. Vi, Fernandão, Fernando Lúcio da Costa, assisti ao vivo no estádio o gol 1000 em GreNAL, logo na sua estréia, vi jogos da Libertadores, vi ele levantar a taça. Vi ele levantar a Taça do Mundial Interclubes, vi o Internacional consolidar e conquistar o Mundo em cima do grande Barcelona e trazer a taça para o Gigante da Beira-Rio. Vi Fernandão gritar "Vamo Vamo Inter". Saiu Fernandão, o vi ir para a Arábia e ficou aquela saudade e eternizada no numero 9, das nossas maiores conquistas. Sofri a dor de vê-lo subir e virar uma estrela vibrante no firmamento colorado e que sempre iluminará e norteará os Colorados. Antes dele sair chegou Andrés D'AlessandroD'Alessandro, Andrés Nicolás D'Alessandro, e o céu Colorado continuou iluminado e os corações colorados bateram mais forte e vitoriosos. Nova conquista da América em 2010, amor eterno e intenso. Vi e vibrei com o seu talento, sua garra, entrega e com seu Coração Colorado, vibrante e intenso. Vi D'Alessandro jogar com a alma do torcedor dentro do campo. Hoje o vi chorar num até breve. Foi infinito e intenso enquanto esteve em Casa ????, no nosso Beira-Rio, sede de partidas da Copa do Mundo 2014. Nossa casa sede das grandes conquistas. Já está na memória e história Colorada. Agradeço por ter vivido estes momentos. Outros virão. Mas estes estarão no time eterno. D'Alessandro me dava a alegria de saber que a qualquer momento ele poderia surpreender, que o outro lado o temia e fazia que este temor e respeito se mantivesse. Sabia que ele poderia resolver. Sabia que ele me representava em campo com entrega e dedicação. Triste mas satisfeito o S. C. Internacional é Gigante e estes caras fizeram por isto. Gracias Gringo, volta um dia para um chimarrão. Ate a volta. Ah! Muito obrigado. Augusto Solano Lopes Costa, São Gabriel 03/02/2016, 20:57 triste e agradecido.


Comente este artigo

Comentários (0)

Copyright 2012 - Todos os Direitos Reservados.